FONOAUDIOLOGIA ESCOLAR

Na escola o trabalho se desenvolve a partir das observações realizadas pelos fonoaudiólogos, de forma simples no ambiente escolar. O trabalho fonoaudiológico na escola se preocupa principalmente com a prevenção.

Não ocorre atendimento à criança propriamente dito, as possíveis alterações que de alguma forma estejam prejudicando o desenvolvimento global da criança são detectadas e identificadas precocemente e pais e profissionais da escola são sensibilizados e conscientizados, quanto aos possíveis problemas fonoaudiológicos do grupo escolar.

O encaminhamento, para o profissional específico, das crianças que apresentem algum comprometimento fonoaudiológico, é agilizado para uma intervenção imediata.

Quanto mais cedo for detectado algum comprometimento, voz, fala linguagem e de audição, mais cedo à orientação e a intervenção serão realizadas e os problemas com certeza serão menores.

O trabalho também se estende a orientações vocais específicas para saúde vocal do professor.

Algumas Palestras já realizadas nas Escolas:

  1. Alterações vocais na infância. O que são e como preveni-las?
  2. Chupeta e mamadeira, quando parar de usá-las?
  3. Falar errado na primeira infância, o que fazer para ajudar?
  4. Como tratar a gagueira, distúrbio da comunicação.
  5. A importância da avaliação auditiva em todas as crianças em idade escolar.
  6. A criança que não fala, porque e como estimulá-la?
  7. Troca de letras na escrita, erros ortográficos fonoaudiológicos ou pedagógicos?
  8. Dificuldade na leitura, o que é, como surge e como preveni-la?
  9. A importância da psicomotricidade na escola.
  10. A língua está empurrando os dentes quando engole e quando fala? O que fazer?
  11. Abordagem fonoaudiológica do distúrbio do processamento auditivo central no processo de aprendizagem escolar.